terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Vídeo impressionante mostra mulher dando à luz em pé, mostrando que parto natural pode



Vídeo impressionante mostra mulher dando à luz em pé, mostrando que parto natural pode 

Um vídeo publicado na internet ganhou fama, após mostrar uma mulher, em pé, preparando-se para dar à luz em um parto totalmente natural. As imagens mostram o momento do nascimento, totalmente conduzido pela própria mãe.


Quando falamos em parto normal, nos referimos a qualquer tipo de parto vaginal. Porém, quando se fala em parto natural, especificamente, o conceito é completamente diferente. Apesar de, assim como o normal, o bebê nascer pela vagina, ele é feito sem nenhuma intervenção médica ou cirúrgica. Nem mesmo medicamentos são utilizados para aliviar as dores.

Apesar de parecer interessante, nem todas as mulheres sentem a segurança de darem à luz desta forma. O parto natural exige um controle excessivo do corpo, que acaba sendo o único impulso oferecido ao nascimento. Ele pode, eventualmente, ser realizado no hospital, inclusive para casos de emergência, ou até mesmo em casa.

Geralmente, a mãe que escolhe dar à luz desta forma, pretende seguir um conceito mais natural na hora do nascimento, e se sacrifica pelo filho, sabendo que sentirá muito desconforto e dores, por vezes, inimagináveis. Porém, existe um preparo adequado para o procedimento e eles não costumam oferecer grandes riscos, quando feitos sob supervisão.

De acordo com as recomendações do Baby Center Brasil, o primeiro passo é encontrar um médico e um ambiente favorável ao parto, pesquisar bastante e ter conhecimento de outras experiências.

Sob a supervisão da equipe médica, eles já precisam estar informados sobre, em caso de emergência, qual medicação a mãe pretende tomar, etc. Parteiras e obstetras também precisam ter treinamento especial. Elas possuem uma vantagem em relação aos médicos, pois podem ficar o dia todo na presença da mulher. “Outra profissional que pode dar apoio é a "doula", cujo objetivo é proporcionar conforto físico e emocional durante a gravidez e o parto. Os planos de saúde já cobrem a presença da parteira/obstetra, mas para a companhia de uma doula é preciso pagar seus honorário”, explicou o portal.


Segundo o portal Guia do Bebê, nem sempre é preciso dar à luz em pé, para que o parto seja natural. “Não se trata de uma posição específica, na verdade pode ser em qualquer posição desde que a mãe não receba qualquer intervenção, como anestesia, fórceps, indução, episiotomia, manobras na barriga, etc., ou seja, a mãe é apenas observada durante a evolução do trabalho de parto”, relatou.

Segundo o Guia do Bebê, o importante é que o ritmo e o tempo da mulher e do bebê sejam respeitados, dando liberdade a ambos. “Para o alívio das dores, é importante a mãe aprender no seu curso de gestantes, técnicas de respiração e relaxamento, além de sentir-se segura do que quer”, 

escreveu Bruno Rodrigues, para o portal.

Por Bruno Rizzato

0 comentários:

Postar um comentário