sexta-feira, 7 de abril de 2017

Prefeito de Garanhuns ignora Paulo Câmara e é criticado por aliados do PSB


Prefeito de Garanhuns ignora Paulo Câmara e é criticado por aliados do PSB

Aliado do senador Armando Monteiro Neto (PTB), o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, também petebista, não participou da segunda rodada do Pernambuco em Ação com o governador Paulo Câmara (PSB), nesta quinta-feira (06). Por não encontrar o socialista, foi criticado por aliados do gestor.


O secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, afirmou que a conduta do prefeito foi “deselegante, mal educada e eleitoreira”. “Acho que ele foi deselegante em não receber o governador, não foi republicano, não teve institucionalidade, levou a questão para o lado eleitoral”, disse. “O que nós sentimos é que a oposição está desnorteada, perdida e está querendo antecipar o pleito eleitoral.”


“Quando o representante de uma cidade não vem, ele corta até o canal de comunicação. Quem é que vai dizer quais são os pleitos da região? O governador diz que é governador dos 184 municípios e do distrito de Fernando de Noronha. Política é ter grandeza. Não causa incômodo (a ausência do prefeito), deve causar incômodo nele e na população”, disse o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni.


Ao Jornal do Commercio, Izaías Régis fez críticas sobre a condução da segurança e afirmou que o número de policiais militares no município e na região é insuficiente para combater a violência – uma acusação que tem sido recorrente. “A gente reconhece as dificuldades na segurança, mas nós temos ações”, rebateu Stefanni. “É um problema? É um problema. Estamos trabalhando? Estamos. Acreditamos que vamos resolver? Acreditamos.”

O Pernambuco em Ação é um programa de Paulo Câmara iniciado no fim de março, em que ele pretende visitar o interior do Estado para justificar o que não foi feito até agora e, nas palavras dos aliados, repactuar os projetos. A abertura foi no último dia 22, em Afogados da Ingazeira, no Sertão. O modelo é inspirado no Todos Por Pernambuco, implantado pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB), seu padrinho político. Porém, tem sido alvo de críticas da oposição, que realizou um evento semelhante em seguida, intitulado ‘Pernambuco de Verdade’. (Via: Blog do Jamildo)

0 comentários:

Postar um comentário