sexta-feira, 14 de abril de 2017

Professor acusado de assediar aluna de 10 anos, em escola de Petrolina, teve seu contrato rescindido

imagem ilustrativa

Professor acusado de assediar aluna de 10 anos, em escola de Petrolina, teve seu contrato rescindido

Gerou forte repercussão pelas redes sociais o caso de um servidor da Escola Eliete Araújo, da rede municipal de Petrolina, acusado de assédio sexual a uma aluna de apenas 10 anos. A Secretaria de Educação (Seduc) já se pronunciou sobre o fato.

Em nota enviada ao Blog, a Seduc informou que desde a última sexta-feira (7) o servidor já não faz parte dos quadros da escola. “O professor auxiliar de atendimento pessoal, contratado em 2016, acusado de assediar uma aluna na Escola Eliete Araújo, teve seu contrato rescindido. Seu afastamento foi determinado e sua entrada na unidade escolar foi proibida após solicitação da direção local, por identificar a conduta do colaborador como não condizente com sua função”, afirmou a nota.

A Seduc ressaltou ainda que está prestando toda assistência à criança e à sua família, além de acompanhar o caso, que está sendo investigado pela polícia. O acusado pelo assédio não teve o nome divulgado.

Via ferreiracampos1.blogspot.com.br

0 comentários:

Postar um comentário