quinta-feira, 18 de maio de 2017

IRMÃ DE AÉCIO, QUE ESTÁ NO EXTERIOR, SERÁ PRESA AO RETORNAR PARA O BRASIL


IRMÃ DE AÉCIO, QUE ESTÁ NO EXTERIOR, SERÁ PRESA AO RETORNAR PARA O BRASIL

Justiça Federal expediu mandado de prisão contra Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG); operação da Polícia Federal também cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Andrea e Aécio; Andrea Neves, porém, está fora do país, em Londres, e deve ser presa ao regressar para o Brasil; Aécio, um dos principais artífices do golpe parlamentar de 2016, que jogou o país na maior crise da história da República, e que tem o seu nome citado em várias delações premiadas na Lava Jato, foi gravado pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, pedindo R$ 2 milhões em propina; senador e presidente nacional do PSDB poderá ser preso nos próximos dias

Minas 247 - A Justiça Federal expediu mandado de prisão contra Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG). A operação da Polícia Federal, que também cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Andrea e Aécio. Andrea Neves, porém, encontra-se fora do país, em Londres, e deve ser presa ao regressar para o Brasil.

Até o momento, os investigadores confirmam que duas presas foram presas até o momento: um procurador da República que atua junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o advogado Willer Tomaz, ligado ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi preso e condenado a mais de 15 anos de prisão na Operação Lava Jato.

Aécio, que foi citado em várias delações premiadas no âmbito da Lava Jato, foi gravado pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, pedindo R$ 2 milhões no decorrer das investigações. O dinheiro foi rastreado até chegar ao senador Zezé Perrela (PSDB), apontado como intermediário da propina pedida por Aécio.

0 comentários:

Postar um comentário