sexta-feira, 5 de maio de 2017

Mulher traída engole US$ 9 mil para evitar que marido infiel pegue o dinheiro


(Imagem ilustrativa)

Mulher traída engole US$ 9 mil para evitar que marido infiel pegue o dinheiro

Uma mulher que estava sendo traída pelo marido comeu toda a economia do casal para impedir que ele pegasse metade do dinheiro. Não, ela não gastou todo o dinheiro em um jantar extravagante, mas literalmente engoliu toda sua poupança de US$ 9 mil (mais de R$ 28 mil) em dinheiro vivo.

Sandra Milena Almeida, de 28 anos, supostamente escondeu o dinheiro em sua casa, na Colômbia, quando descobriu a traição do marido. Ela planejava usar suas economias para deixar o parceiro.

A história começou a dar errado quando o marido encontrou o esconderijo de Almeida e exigiu metade das economias. O pedido gerou uma enorme briga entre o casal e, no calor do momento, a mulher engoliu as notas inteiras.

A mulher de Piedecuesta, no nordeste da Colômbia, precisou ser levada às pressas ao hospital no dia seguinte, reclamando de fortes dores no abdômen. Ela não contou aos médicos o que havia acontecido, mas um raio-x revelou que as notas estavam formando um bloqueio entre seu estômago e o intestino.

Médicos realizaram uma cirurgia de emergência para reparar o bloqueio e ficaram chocados ao encontrar dezenas de notas de US$ 100. Eles conseguiram salvar por volta de US$ 5,7 mil do total depois de limpar e secar as cédulas ainda na sala de operação.

O chefe de cirurgia do hospital, Juan Paulo Serrano, afirmou que a princípio a equipe médica achou que Almeida fosse uma mula de drogas por causa dos pacotinhos no seu estômago que apareceram em seu raio-x. Só depois da operação a paciente explicou aos médicos que ia usar a pequena fortuna para fugir para o Panamá.

“As notas de dólar foram lavadas e estão em boas condições, mas o resto foi perdido por causa dos fluídos gástricos”, disse Serrano à “Rádio Caracol” da Colômbia. O dinheiro foi encaminhado à polícia e um juiz determinará como a quantia será dividida entre o casal. (IG)

0 comentários:

Postar um comentário