sábado, 10 de fevereiro de 2018

Governo estuda aumentar Bolsa Família para compensar alta do gás


Preocupado com o impacto do preço do gás no bolso da população de baixa renda, o governo estuda três medidas que poderiam aliviar o orçamento dessas famílias: reduzir a carga tributária do GLP, recriar o Vale Gás ou reajustar o benefício do Bolsa Família. O assunto foi discutido nesta sexta-feira pelo presidente Michel Temer com os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira. O presidente Michel Temer pediu que sejam feitos estudos técnicos sobre o assunto, para que se chegue a uma solução até o fim de março.


Em entrevista à rádio Guaíba (RS), Temer admitiu que o governo está estudando alternativas para a alta no gás de cozinha. Segundo ele, os últimos reajustes são “agressões ao consumidor”. O produto subiu 15,10% nos últimos 12 meses:
- Houve aumento no preço do botijão do gás de cozinha e estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres, porque é para eles que o gás de cozinha tem um efeito muito grande.

Meirelles também mostrou essa preocupação:
- Não temos nenhuma decisão a esse respeito. O que existe, sim, é uma preocupação com a variação grande do preço do gás.
Perguntado sobre o que estaria sendo estudado, o ministro disse que, primeiramente, conversaria com Temer e falaria com o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, para decidir.
Segundo interlocutores do Planalto, será adotada à medida que tiver menor impacto sobre o Orçamento e, ao mesmo tempo, beneficie os mais pobres. O valor do gás tem oscilado muito desde que a Petrobras mudou sua política de preços e passou a repassar para as variações observadas no mercado internacional, o que encareceu o produto.

Técnicos da área econômica afirmam que um reajuste no Bolsa Família ou a criação de subsídio para a baixa renda seriam as melhores alternativas para atingir o público-alvo. Eles alegam que redução de impostos teria pouco impacto. O PIS/Cofins que incide sobre o gás de cozinha é de R$ 0,16 para cada quilo. Num botijão de 13 kg, o peso dos tributos é de R$ 2,08. Num botijão de R$ 75, o PIS/Cofins responde por 2,77% do preço.

Via: OGlobo



Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

BLCONSTRUÇOES

BLCONSTRUÇOES
SÃO JOÃO DOS LEITES, FLORES-PE

AUGUSTO CÉSAR: DEPUTADO ESTADUAL-PE

AUGUSTO CÉSAR: DEPUTADO ESTADUAL-PE
AUGUSTO CÉSAR: DEPUTADO ESTADUAL-PE DO LITORAL AO SERTÃO PERNAMBUCO FONTE

PREMOCIL

PREMOCIL
Construindo sonhos

Nildo da Sprinter - Flores - PE

Nildo da Sprinter - Flores - PE
TEL: (87) 99933-8989 (87)981225014

SERTAMOL HONDA SERRA TALHADA-PE

SERTAMOL HONDA SERRA TALHADA-PE
SERTAMOL HONDA Matriz Av. João Gomes de Lucena, 4743, São Cristóvão - Serra Talhada - PE (87) 3831-2380/2226. Filial Sertamol Honda Rod. PE 320, Nº 1594 Carnaíba - PE Fone: 9957-0051/9957-0068 ...

CICLO BIKE MOTO PEÇAS

CICLO BIKE MOTO PEÇAS
TUDO PARA SUA BICICLETA E PEÇAS PARA MOTO. SERVIÇOS GERAIS DE BICICLETA E MOTOS, RUA 13 DE MAIO, Nº 110 / CENTRO / SERRA TALHADA - PE

FARMÁCIA PRONTO SOCORRO FLORES-PE

FARMÁCIA PRONTO SOCORRO 100 ANOS ZELANDO POR SUA SAÚDE.MEDICAMENTOS HUMANOS E VETERINÁRIOS. TRAV. MANUEL QUIDUTE SOBRINHO - Nº18 FLORES-PE . ORG = GUILHERME ANDRADA.

ART CEELL

Rua Enock Ignácio de Oliveira / Vizinho ao Mercado Público / Serra Talhada

MOVELAR

CURTA NOSSA PÁGINA

ABLOGPE


Arquivo do Blog