sábado, 19 de janeiro de 2019

Jovem de 18 anos é encontrada morta; suspeita é de que homem cometeu crime por vítima não aceitar relacionamento


Jovem de 18 anos é encontrada morta; suspeita é de que homem cometeu crime por vítima não aceitar relacionamento

Uma jovem de 18 anos foi encontrada morta às margens do Rio São Francisco, na cidade de Juazeiro, norte da Bahia, na quinta-feira (17). Um homem foi preso em flagrante, suspeito de cometer o crime.

A vítima, identificada como Alice Nilza Rodrigues, foi morta a pedradas. Inicialmente, a polícia havia divulgado que a jovem tinha sido agredida a facadas.

De acordo com a delegada Licelma Bonfim, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Juazeiro, o suspeito já havia tido um caso com Alice e queria ter um relacionamento sério com ela. A vítima, entretanto, não correspondia à vontade do suspeito e, por isso, ele a teria matado.

Segundo a polícia, o corpo de Alice foi localizado em uma região conhecida como Morrão. Após a descoberta do corpo, a Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa iniciou as investigações e identificou o suspeito.

O homem foi preso no bairro Castelo Branco. O suspeito foi interrogado, mas negou o crime. Peças de roupa sujas de sangue e o celular da vítima, entretanto, foram encontrados na casa do suspeito. Os objetos serão periciados.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o homem já havia ameaçado divulgar imagens íntimas da vítima nas redes sociais, caso ela não aceitasse ficar com ele.

A delegada Licelma Bonfim informou ainda que uma ex-namorada do suspeito registrou boletim de ocorrência na delegacia contra ele, em 2018, após sofrer agressões. Ele foi encaminhado para o Complexo Penal de Juazeiro. (Via: G1 BA)
Compartilhe:

Coaf aponta 48 depósitos suspeitos na conta de Flávio Bolsonaro


Coaf aponta 48 depósitos suspeitos na conta de Flávio Bolsonaro

Um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) aponta movimentações suspeitas de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), ex-deputado estadual e senador eleito. O filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, recebeu em sua conta bancária 48 depósitos em dinheiro, que foram considerados suspeitos pelo órgão que investiga lavagem de dinheiro.

O documento, obtido pelo Jornal Nacional, traz informações sobre movimentações financeiras de Flávio Bolsonaro entre junho e julho de 2017. Os 48 depósitos em espécie na conta do senador eleito foram feitos no autoatendimento da agência bancária que fica dentro da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) sempre no valor de R$ 2 mil.

No total, foram R$ 96 mil, depositados em cinco dias. Em 9 de junho de 2017 foram 10 depósitos no intervalo de 5 minutos, entre 11h02 e 11h07. No dia 15 de junho, mais 5 depósitos, feitos em 2 minutos, das 16h58 às 17h. Em 27 de junho outros 10 depósitos, em 3 minutos, das 12h21 às 12h24. No seguinte mais 8 depósitos, em 4 minutos, entre 10h52 e 10h56. E no dia 13 de julho 15 depósitos, em 6 minutos.

Segundo a reportagem, o relatório diz que não foi possível identificar quem fez os depósitos e afirma que o fato de terem sido feitos de forma fracionada desperta suspeita de ocultação da origem do dinheiro.

O Coaf classifica que tipo de ocorrência pode ter havido com base numa circular do Banco Central que trata da lavagem de dinheiro. A realização de operações que por sua habitualidade, valor e forma configuram artifício para burla da identificação dos responsáveis ou dos beneficiários finais.

O documento está identificado como “item 4” e faz parte de um relatório de inteligência financeira (RIF).

Segundo o Jornal Nacional, esse novo relatório de inteligência foi pedido pelo Ministério Público do Rio a partir da investigação de movimentação financeira atípica de assessores parlamentares da Alerj.

No primeiro relatório o alvo eram as movimentações financeiras dos funcionários da Assembleia. O Ministério Público pediu ao Coaf pra ampliar o levantamento. A suspeita é que funcionários dos gabinetes devolviam parte dos salários, numa operação conhecida como “rachadinha”.

A Promotoria pediu o novo relatório ao Coaf em 14 de dezembro e foi atendido no dia 17, um dia antes de Flavio Bolsonaro ser diplomado senador. Segundo o Ministério Público, ele não tinha foro privilegiado na ocasião.

Flávio Bolsonaro questionou a competência do Ministério Público e pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a suspensão temporária da investigação e a anulação das provas. Ele foi citado no procedimento aberto pelo Ministério Público do Rio contra Fabrício Queiroz.

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro é investigado por movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão durantre um ano. Na reclamação ao STF, Flávio Bolsonaro argumentou que o Ministério Público do Rio se utilizou do Coaf para “criar atalho e se furtar ao controle do Poder Judiciário, realizando verdadeira burla às regras constitucionais de quebra de sigilo bancário e fiscal”.

Flávio argumentou também que “depois de confirmada sua eleição para o cargo de senador, o Ministério Público requereu ao Coaf informações sobre dados sigilosos de sua titularidade” e que as informações do procedimento investigatório foram obtidas de forma ilegal, sem consultar a Justiça.

A primeira turma do STF, no entanto, tomou ao menos duas decisões de validar que o Ministério Público obtenha informações do Coaf sem autorização judicial.

O Ministério Público do Rio se baseia em norma do Conselho Nacional do Ministério Público que permite a solicitação de relatório de inteligência do Coaf e tem convicção de que não configura quebra de sigilo.

Segundo a reportagem, o Ministério Público nega que tenha havido quebra do sigilo e diz que as investigações decorrentes de movimentações financeiras atípicas de agentes políticos e servidores podem desdobrar-se em procedimentos cíveis pra apurar a prática de atos de improbidade administrativa e procedimentos criminais.

O MP declarou também que Flávio Bolsonaro não era investigado. Afirmou que o relatório do Coaf noticia movimentações atípicas tanto de agentes políticos como de servidores públicos, e que, por cautela, não se indicou de imediato os nomes dos parlamentares supostamente envolvidos em atividades ilícitas. Acrescentou também que a “dinâmica das investigações e a análise das provas colhidas podem acrescentar, a qualquer momento, agentes políticos como formalmente investigados”.

FolhaPress
Compartilhe:

Duque tenta selar a paz entre Márcio Oliveira e Márcia Conrado após três horas de reunião


Duque tenta selar a paz entre Márcio Oliveira e Márcia Conrado após três horas de reunião

Passava um pouco mais das 14 horas dessa sexta-feira (18) quando o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, trancou-se no gabinete da Prefeitura, fechou a porta, e pediu para não ser incomodado por ninguém.

Durante três horas, ele dialogou com o vice-Prefeito, Márcio Oliveira, e a secretária de Saúde, Márcia Conrado. Ambos, são pré-candidatos a prefeito em 2020, e lutam para ser o nome escolhido do grupo.

A ‘chapa esquentou’ quando Márcio Oliveira, durante entrevista a rádio Vila Bela, sapecou críticas ao processo de escolha interna, afirmando que Márcia Conrado estava ‘jogando’ de forma desigual, uma vez que utilizava a secretaria como alavanca para crescer na disputa (lembre aqui).

Nessa sexta-feira, o prefeito optou em pedir cautela aos pré-candidatos.

“Ele (Duque) deixou claro que não gostou das declarações do vice-Prefeito Márcio Oliveira, e disse que este tipo de debate tem que ser feito internamente. Não poderia ter ido a público via imprensa. O prefeito buscou a harmonia entre os dois, na busca do diálogo. Ele (Duque) puxou o ‘freio de mão’ e repreendeu o comportamento de Márcio Oliveira”, disse um governista, em conversa com o Farol.

Luciano Duque já anunciou que até junho o nome do grupo que disputará em 2020 será revelado, após pesquisas e consultas públicas. O prazo não foi aprovado por Márcio Oliveira. “E durante esse processo foi dito que essa escolha seria no final de 2018. A novidade é que esse processo foi prorrogado e que outros entraram como Márcia [no meio do caminho], entre outras pessoas”, lamentou.

Via farol de noticias
Compartilhe:

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

MP determina ‘pente-fino’ no INSS e muda regra para concessão de benefícios


MP determina ‘pente-fino’ no INSS e muda regra para concessão de benefícios

A medida provisória (MP) que será editada pelo presidente Jair Bolsonaro para combater fraudes e privilégios na Previdência Social prevê um novo pente-fino em benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Passarão por revisão auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, o auxílio-reclusão, na pensão por morte e no Benefício de Prestação Continuada (BPC). O texto, que deve ser publicado nesta sexta-feira (18), também altera regras de concessão de alguns benefícios.

O ministro da Economia, Paulo Guedes (foto), afirmou que as regras estipuladas podem fazer com que o governo economize entre R$ 17 bilhões e R$ 20 bilhões por ano. De 2016 a 2018, o governo Michel Temer também fez um pente-fino em benefícios concedidos pelo INSS, focando as perícias nas aposentadorias por invalidez e nos auxílios-doença.

A MP endurece as regras para a concessão de benefícios como o auxílio-reclusão, pago às famílias de detentos. O texto cria uma carência de 24 meses para a concessão do auxílio. Com isso, o benefício só será pago se o segurado tiver contribuído para o INSS por dois anos.

O texto prevê que pessoas que receberam benefícios indevidamente devolvam o dinheiro à União. Caso contrário, serão inscritas em dívida ativa e terão o valor descontado caso venham a requerer algum outro benefício futuramente. Atualmente, o pagamento do benefício é apenas suspenso em caso de fraudes.

A medida provisória estabelece um prazo de 90 dias para requerer pensão por morte, concedido para menores de 16 anos. “Além de desestimular fraudes, essa medida impede o pagamento duplicado quando o benefício já é recebido por outra pessoa. Se houver ação de reconhecimento de paternidade, o valor correspondente à pensão sub judice fica separado aguardando o resultado”, explica o texto.

O texto elaborado pela equipe econômica propõe ainda o “aperfeiçoamento” das regras previstas para a comprovação de que o trabalhador rural pode se aposentar. Hoje, é necessário uma declaração do sindicato rural, regra considerada pelo governo como sujeita a fraudes. A MP acaba com essa possibilidade e estabelece auto declaração do segurado, com homologação por entidades públicas credenciadas Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária (Pronater). Deverá ainda ser criado um cadastro para os trabalhadores rurais terem direito ao benefício.

A MP também veda a emissão de Certidão de Tempo de Contribuição (CTC) referente a tempo sem contribuição efetiva. Esse certificado hoje permite por exemplo que tempo de serviço anterior ao ingresso no funcionalismo possa ser considerado para efeitos de aposentadoria, num processo chamado de averbação. Isso amplia artificialmente ou antecipa a aposentadoria.

Para pensão por morte, também será exigido uma prova documental contemporânea de união estável e dependência econômica, com o objetivo de reduzir irregularidades, proibindo a comprovação com base em prova unicamente testemunhal ou ações simuladas, normalmente após o óbito do segurado.

Pente-fino

Para passar um pente-fino nos benefícios, o governo vai usar principalmente critérios do Tribunal de Contas da União (TCU) para identificar pagamentos supostamente irregulares. Os critérios definidos são: o indício de acumulação indevida; a suspeita de óbito do beneficiário; a identificação BPC com indícios de irregularidades; e a seleção de processos identificados na Força-Tarefa Previdenciária — composta pelo Ministério Público Federal, a Polícia Federal e a Secretaria de Previdência.

Além disso, serão analisados benefícios por incapacidade mantidos sem perícia do INSS há mais de 6 meses, que não têm data de cessação estipulada ou indicação de Reabilitação Profissional. Os detalhes dos mutirões serão estabelecidos pelo presidente do INSS.

O texto da MP também define que o INSS deverá manter um programa permanente de revisão dos benefícios “a fim de apurar irregularidades ou erros materiais”.

“Havendo indício de irregularidade ou erros materiais na concessão, na manutenção, ou na revisão do benefício, o INSS notificará o beneficiário, ou seu representante legal ou seu procurador, para a apresentação da defesa, provas ou documentos de que dispuser, no prazo de 10 (dez) dias”, diz o texto da MP elaborado pela equipe econômica.

Notificação

Havendo indício de irregularidade na concessão, na manutenção, ou na revisão do benefício, o INSS notificará o beneficiário para a apresentação da defesa no prazo de dez dias. A notificação ao beneficiário que passará pela revisão, prevê o texto, será feito preferencialmente pela rede bancária ou por meio eletrônico; e por via postal, considerando o endereço constante do cadastro do benefício, valendo o aviso de recebimento como prova suficiente da notificação.

Após a notificação, o usuário poderá apresentar a defesa por canais de atendimento eletrônico informados pelo INSS. Se a defesa não for apresentada, o benefício será suspenso. Conforme o texto proposto, será necessário garantir “ampla defesa” ao segurado do INSS. Se a defesa for considerada pelo INSS “insuficiente” ou “improcedente”, o benefício será suspenso, abrindo prazo de 30 dias para o beneficiário apresentar recurso. Encerrado o prazo, se o recurso não for apresentado, o benefício será encerrado.

Além disso, pelo texto, os beneficiários deverão anualmente comprovar estarem vivos. A comprovação deverá ser feita em instituições financeiras, atendimento eletrônico com uso de biometria ou por qualquer meio definido pelo INSS que assegure a identificação do beneficiário.

Bônus para peritos

Segundo o governo, diante do enorme acúmulo de processos com indícios de irregularidade por analisar, bem como a possibilidade de identificação de um grande conjunto de outros casos similares, será preciso criar um Bônus Especial de Desempenho Institucional por Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidades do Monitoramento Operacional de Benefícios (BEMOB).

Trata-se de um bônus no valor de R$ 57,50 que será devido aos técnicos e analistas do seguro social em exercício no INSS que concluam análise de processos com indícios de irregularidades. O bônus apenas será recebido sobre o que exceder metas mínimas de performance na análise desses processos, conforme critérios definido pelo órgão.

No governo Michel Temer, já foi feita fiscalização nos benefícios por incapacidade: o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez. Em dois anos, o pente-fino cancelou 80% dos benefícios de auxílio doença revisados e 30% das aposentadorias por invalidez. Com informações do Jornal O Globo.
Compartilhe:

Plano de obra do Shopping Serra Talhada está acelerado



Fotos enviadas por leitores ao Farol

Plano de obra do Shopping Serra Talhada está acelerado

As obras do Shopping Serra Talhada estão aceleradas e, dentro em breve, a capital do xaxado vai desfrutar de um das mais modernos centros de compras e lazer do interior de Pernambuco. Em conversa com o Farol, o engenheiro Civil, Carlito Godoy, responsável pela obra, revelou otimismo e arriscou até um prazo para a inauguração.

“O ritmo agora é acelerado e estamos com 70% de investimentos alocados. Acredito que em meados de julho, no máximo, a população esteja usufruindo do Shopping Serra Talhada”, disparou Godoy, que está prestes em trocar Salvador (BA) por Serra Talhada. “Já estamos nos preparando para fixar residência em Serra Talhada para concluir a obra”.

De acordo com o projeto apresentado em 2013, o Shopping Serra terá uma área bruta locável de 9.799,48 metros quadrados e está prevista a construção de 68 lojas. Deverão ser construídas ainda três salas de cinema, um game station, uma academia, 13 operações na praça de alimentação, 46 lojas satélites, três megalojas e três âncoras.

Via farol de noticias

Compartilhe:

Sertão do Pajeú: Tragédia em Tabira; Poeta Dudu Morais mata tio a tiros


Sertão do Pajeú: Tragédia em Tabira; Poeta Dudu Morais mata tio a tiros

Uma tragédia marca a cidade de Tabira neste começo de tarde de sexta-feira (18). Segundo informações que chegam à redação do blog, o poeta e advogado tabirense Dudu Morais atirou contra o próprio tio Clênio Evandro Cordeiro, que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Segundo informações preliminares, o crime aconteceu na Rua Rosa Xavier, por volta das 12h. A vítima teria sido atingida por mais de um disparo e ainda chegou a ser socorrida para o Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira, onde foi atendido pelos médicos João Veiga e Romério Guimarães, mas acabou falecendo.


A motivação do crime ainda é desconhecida, mas há rumores de que existia um desentendimento familiar entre eles. (Por Juliana Lima colaboração de Anchieta Santos - bLOG DO nILL jÚNIOR)
Compartilhe:

Historiador revela verdadeiro assassino de Lampião


Historiador revela verdadeiro assassino de Lampião

Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, morreu aos 40 anos, numa emboscada na Grota de Angico, em Sergipe, em julho de 1938. Apesar de, na época, o fato ter estampado as capas das principais revistas e jornais brasileiros e ter virado notícia até fora do país, algumas lacunas permaneceram. A principal delas: quem apertou o gatilho que deu fim à vida de uma das figuras mais temidas e admiradas da história brasileira?.

A versão oficial aponta como assassino o oficial Antonio Honorato da Silva, guarda-costas do aspirante Francisco Ferreira. Mas a história não é bem essa. Após quatro décadas de pesquisa, o historiador Frederico Pernambucano de Mello, biógrafo de Lampião e considerado o maior especialista em cangaço no Brasil, revela que a identidade do carrasco do cangaceiro é outra em ‘Apagando o Lampião – Vida e morte do Rei do Cangaço’. O livro acaba de sair pela Global Editora.

Lampião foi morto com apenas um tiro, às 5h de 28 de julho de 1938. Desde os primórdios de suas pesquisas sobre o cangaço, e, principalmente, após ler uma entrevista concedida por Antonio Honorato da Silva, o suposto assassino, ao jornalista Melchiades Rocha, Frederico Pernambucano de Mello tinha uma pulga atrás da orelha. “Nesse relato de Honorato, encontrei algumas inconsistências. Ele afirmava que Lampião tinha um pavor enorme no rosto quando atirou, que deu o primeiro tiro e acompanhou a queda. Coisas que não faziam muito sentido”, diz.

Foi a partir de 1970 que o mistério começou a se esclarecer. O historiador recebeu uma informação do coronel Audálio Tenório de Albuquerque dizendo que ouviu seu parente e amigo próximo, o coronel José Lucena de Albuquerque Maranhão (o responsável intelectual pela morte do Rei do Cangaço, já que comandava o batalhão encarregado da caça a Lampião em Angicos), que o verdadeiro assassino era um dos guarda-costas do aspirante Francisco Ferreira de Mello, mas não Honorato, como a imprensa havia divulgado.

“Eu achava que ele tinha uns oito, dez guarda-costas, por isso desanimei. Mas, em 1978, ao ter contato com uma das irmãs do aspirante, ela me disse que ele tinha apenas dois. Um era velho, o Honorato, e o outro era mais novo e ficou conhecido como Santo”, diz o historiador.

Frederico conseguiu encontrar o cabo que se chamava Sebastião Vieira Sandes. Durante muito tempo, tentou, em vão, arrancar alguma informação. Só no fim de 2003, quando se descobriu portador de uma doença terminal, Sandes procurou o biógrafo. Decidiu que havia segredos que ele não queria levar para o túmulo. “Fiquei até emocionado. Fazia mais de 20 anos que estava atrás dele. Minha mulher achou, na ocasião, que era uma emboscada. Ele me deu um relato precioso, que gravei durante quatro dias. Morreu um mês depois”, lembra o historiador.

Segundo Sebastião Sandes, Lampião morreu com um tiro só de fuzil, disparado a oito metros e que não estava em combate. A bala bateu na lâmina do punhal do cangaceiro e atingiu sua região umbilical esquerda. “Lampião foi surpreendido, pois esperava ser atacado por terra e não pelo rio, como aconteceu. Sandes me disse que o silêncio era de uma catedral, porque era começo da manhã. Havia chovido e até os animais estavam recolhidos. A maneira como atirou, de cima para baixo, ao contrário do que afirmava Honorato, foi comprovada pela perícia feita recentemente pelo perito criminal federal Eduardo Makoto Sato, do Instituto Nacional de Criminalística. O punhal de Lampião, que foi atingido, nunca havia sido analisado”, afirma.

O mais curioso é que, no passado, Sandes chegou a ser amigo e querido por Lampião e Maria Bonita. Eles o chamavam de Galeguinho, por ser bem claro. “Sandes foi coiteiro (pessoas que ajudavam os cangaceiros, dando-lhes abrigo, comida e informações) de Lampião na região de Alagoas e companheiro de costura dele. Lampião era um exímio costureiro de couro, de pano, bordava. Quando Sandes me deu o depoimento, ele estava, inclusive, com o olhar baixo, até um pouco emotivo, porque eles foram próximos”, diz.

Ele não quis assumir a autoria do crime para evitar represálias. Quando matou Lampião, Sandes estava com apenas 22 anos. “Internamente, sabiam que foi ele, que chegou a ser promovido. Porém, ele foi aconselhado a não se revelar, porque Lampião era muito poderoso. Tanto que Honorato apareceu morto, em 1968, logo após estampar uma edição da revista Fatos & Fotos gabando-se de seu feito. Era a chamada vingança de Lampião.”

MINAS 
Além da revelação sobre o assassino de Lampião, o livro de Pernambucano traz também um fato pouco conhecido sobre o Rei do Cangaço. Lampião tomaria o rumo de Minas Gerais, caso não tivesse sido surpreendido em Sergipe. “Nós vamos roubar no estado de Minas Gerais. O negócio lá vai ser pesado. Quem quiser ir, vai. Quem não quiser, fica. Estou fechando minhas contas por aqui e cuidando de ajuntar cem homens.” Foram essas as palavras de Lampião a Manoel Félix, um dos seus coiteiros.

“Minas foi um sonho perdido de Lampião e Maria Bonita. Não tenho dúvidas. Antes dele, outros cangaceiros, que já não tinham mais espaço no Nordeste, pois levavam bala em todo canto, tinham encontrado no território mineiro a solução”, explica o historiador.

Um deles foi Sinhô Pereira, o mais reconhecido professor de cangaço do jovem Virgulino. Após rodar por vários lugares, como Goiás, ele acabou aportando no município de Santo Antônio de Patos, hoje Patos de Minas, no Noroeste do estado. Por aqui, o forasteiro adotou vários nomes e acabou tendo como protetor um dos chefes políticos mais poderosos da região, Farnese Dias Maciel, irmão do governador Olegário Maciel.

“Aproveitando a vastidão do Oeste mineiro e as dificuldades de comunicação na região, que não só prejudicavam o desenvolvimento econômico, como facilitavam se manter escondido, Sinhô manda uma carta para Lampião, chamando-o para vir a Minas. Não dá para precisar quando foi, mas, provavelmente, pelos idos de 1928”, afirma o historiador, que teve como uma de suas principais fontes a escritora Risoleta Maciel Brandão, filha de Farnese e já falecida.

O interesse de Farnese em receber Lampião e seu bando tinha relação com a briga política que os Maciel travavam com outro clã importante da região, os Borges. Segundo Frederico Pernambucano, a carta animou Lampião, apesar de ele não ter respondido. Como boa parte do sertão nordestino estava se fechando para ele, a solução temporária foi se embrenhar pela Bahia e Sergipe. “Ele conseguiu ficar ali mais uns 10 anos. Mas, como o cerco foi apertando, ele vislumbrava Minas Gerais. Tanto que começou a juntar um montante absurdo de dinheiro, a cobrar e a resgatar o que estavam lhe devendo. Tinha um arsenal de munição gigantesca e estava atrás até de uma metralhadora de mão, que provavelmente levaria para Minas. Ele estava indo para a guerra”, afirma.

O pesquisador diz que Virgulino Ferreira chegou a comentar com vários cangaceiros e coiteiros sobre seu desejo de seguir para Minas Gerais. Tanto é que, após a sua morte, alguns vieram para cá, como Moreno e a mulher, Durvalina, a Durvinha. “Moreno morreu em Contagem, em 2010, com 101 anos. Assim como Sinhô, ele é a prova de que o sonho mineiro de Lampião não passou de miragem. Não tenho a pretensão de esgotar o assunto. Longe disso. Quem sabe essa história do cangaço com Minas não renda e seja aprimorada e aprofundada por historiadores locais?”, diz.

Frederico Pernambucano de Mello acha que os avanços de seu livro são um incentivo para jovens pesquisadores. “Uma pesquisa bem conduzida e concluída proporciona todos os tipos de sentimento. Emoção, apreensão, recompensa. Mais do que empenho e entrega, tem que ter fé.”

Do Diário de PE
Compartilhe:

Polícia prende idoso flagrado em vídeo de pedofilia no Maranhão


Polícia prende idoso flagrado em vídeo de pedofilia no Maranhão

Idoso foi identificado como Raimundo Mendes Mouzinho, de 82 anos, que foi preso após ser flagrado em um vídeo abusando de uma criança de 10 anos.
A Polícia Civil do Maranhão prendeu nesta quarta-feira (16) Raimundo Mendes Mouzinho, de 82 anos de idade, que aparece em um vídeo abusando de uma criança de 10 anos de idade na Vila Flamengo, em São José de Ribamar, região metropolitana de São Luís.
DPCA tenta localizar idoso flagrado em vídeo abusando de criança em São José de Ribamar
DPCA tenta localizar idoso flagrado em vídeo abusando de criança em São José de Ribamar
A prisão foi realizada por equipes da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) após um mandado de prisão preventiva, quando Raimundo se apresentou na delegacia. Após a prisão, o idoso foi encaminhado ao Centro de Triagem de Pedrinhas.
O vídeo do abuso foi feito por uma pessoa que preferiu não se identificar. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu no último sábado (5) e parentes da vítima denunciaram o caso na DPCA.
G1 MARANHÃO
Compartilhe:

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Sertão: Policial da 9ª CIPM em Araripina comete suicídio no alojamento da companhia


Sertão: Policial da 9ª CIPM em Araripina comete suicídio no alojamento da companhia

O Policial Militar da 9ª Companhia Independente de Policia Militar (CIPM) Antônio Alves da Silva, de 42 anos, Registro Militar 43.332, divorciado, Policial Militar, que residia à rua Henrique Alves Batista, s/n, no Centro de Araripina, conhecido como A. Silva, (nome de guerra), atirou contra a própria cabeça na tarde de ontem (16), em Araripina.

O acontecimento foi confirmado pelo major Edmar, comandante da unidade policial que abrange os municípios de Araripina, Trindade e Ipubi.

Segundo o comando da 9ª CIPM, foi constatado pelo efetivo que por volta das 07 horas a vítima chegou a sede da 9ª CIPM para assumir o serviço e que algumas horas depois queixou-se de um mal-estar e que iria para o alojamento descansar. Por volta de 13 horas, a pessoa do Cabo Clerivaldo ao entrar no alojamento o encontrou já caído na cama, com sangramento na face e sua arma caída entre as pernas, ao perceber a situação a testemunha de imediato contatou com o sub comando da Companhia, onde fez-se o deslocamento para o alojamento e lá constatou-se que a vítima estava sem os sinais vitais, de imediato foi solicitado a presença da Polícia Civil e do Instituto de Criminalística onde foi constatado que a vítima se encontrava com um disparo de arma de fogo na região da cabeça , lado direito próximo ao ouvido. Após a perícia ser realizada no local o corpo foi liberado pelo I.C e conduzido ao IML de Petrolina, sendo lavrado o B.O e entregue na delegacia para providências. (Via: Blog do Emanuel Cordeiro)


Blog: O Povo com a Notícia
Compartilhe:

Acidente na BR-316 com vítima fatal na curva da entrada do Riacho Pequeno, próximo a Belém do São Francisco


Acidente na BR-316 com vítima fatal na curva da entrada do Riacho Pequeno, próximo a Belém do São Francisco

Na manhã desta quinta-feira dia (17), recebemos a informação do nosso parceiro Nelson Fontes do Blog Divulga Petrolina de que aconteceu um acidente automobilísco na BR-316, na curva que segue para PE-460 na entrada do Riacho Pequeno, próximo de Belém do São Francisco, no Sertão de Pernambuco.

Segundo relatos, o motorista teria sobrado na curva que é muito acentuada e perdeu o controle e capotou o veículo. O motorista morreu no local e outras três vítimas foram encaminhadas ao Hospital de Belém do São Francisco sem ferimentos graves.

Não tivemos a informação dos nomes dos passageiros e nem o nome do motorista que morreu no local. O veículo envolvido no acidente é um Fiat/Uno de cor azul e placa JMU-6882 de Paulo Afonso, no Sertão da Bahia.


Blog: O Povo com a Notícia
Compartilhe:

Após acidente de carro, Caio Junqueira permanece em estado grave


Após acidente de carro, Caio Junqueira permanece em estado grave

O ator Caio Junqueira, 42 anos, que sofreu um acidente de carro no Aterro do Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro, na quarta-feira (16), permanece em estado grave.

A informação foi confirmada ao portal Uol, nesta quinta-feira (17), pela assessoria do Hospital Municipal Miguel Couto, onde Caio está internado.

"O paciente Caio Junqueira segue recebendo os cuidados necessários e o quadro é grave", informou. O ator estava sozinho no veículo quando ocorreu o acidente.

Ele estava sozinho no veículo. O acidente aconteceu próximo ao Monumento aos Pracinhas, após bater em uma árvore. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o carro capotou. 

Os trabalhos mais recentes de Caio Junqueira foram nas séries "O Mecanismo", da Netflix, "Um Contra Todos", da Fox Brasil, e "Conselho Tutelar", exibida pela Universal TV. No cinema, o ator ficou conhecido como Neto, um policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em "Tropa de Elite 1".


Blog: O Povo com a Notícia
Compartilhe:

Assaltantes roubam 22 pneus de carreta em Parnamirim, no Sertão de PE


Assaltantes roubam 22 pneus de carreta em Parnamirim, no Sertão de PE

Policiais Militares do 8º BPM, lotados na cidade de Parnamirim, no Sertão pernambucano, durante a Operação foram solicitados pelo Chefe da Seção de Operações do batalhão, para verificarem a presença de uma carreta de marca Man TGX 29480, placa QPH 9955 que se encontrava em uma estrada carroçável no Km 518, às margens da BR 316, na zona rural daquele município. 

No local indicado, o policiamento encontrou a vítima, que não teve sua identidade revelada, o qual já estava acompanhada por agentes da Polícia Civil da cidade de Ouricuri, relatando que se encontrava em um posto de gasolina naquela cidade, quando por volta de 01h da manhã desta quarta-feira (16), foi abordado por dois indivíduos armados, os quais quebraram o vidro lateral do lado do passageiro da carreta e o obrigaram a sair com o veículo daquele estacionamento. 

Segundo a polícia os assaltantes determinaram que motorista conduzisse o caminhão até uma estrada vicinal próximo ao povoado Quixaba,[Parnamirim] e lá, roubaram os 22 (vinte e dois) pneus do veículo. A ocorrência ficou a cargo da Polícia Civil da DPC de Ouricuri, haja vista o ilícito inicial ter ocorrido naquela circunscrição.

Blog: O Povo com a Notícia
Compartilhe:

PE tem menor incidência de roubos a bancos e carros-fortes em 10 anos


PE tem menor incidência de roubos a bancos e carros-fortes em 10 anos

A Secretaria de Defesa Social (SDS) esclarece que Pernambuco teve, em 2018, a menor ocorrência de investidas criminosas a instituições financeiras (incluindo carros-fortes) em uma década. No ano passado, foram 71 casos contabilizados, sendo 9 delas contra carros-fortes (e não 12, como relata a Contrasp). Os outros anos com menores registros em toda essa série histórica foram 2011 (78), 2012 (79) e 2010 (85). Em relação a 2017, a redução foi de 43,75% (93 ocorrências). São estatísticas oficiais, a partir de registros de boletins de ocorrências e que alimentam o Sistema de Informações Policiais (Infopol).


Esses resultados são fruto da atuação da Força-Tarefa Bancos, criada pela SDS em 2017 e que conta com a participação das forças de segurança, Exército, representantes dos bancos e transportadoras de valores. Desde sua implantação, a FT já capturou e retirou de circulação 170 integrantes de quadrilhas especializadas nesse tipo de crime.


Blog: O Povo com a Notícia
Compartilhe:

Carro capota na BR-316 em Belém do São Francisco; motorista morre


Carro capota na BR-316 em Belém do São Francisco; motorista morre

Grave acidente é registrado na manhã desta quinta (17), em Belém do São Francisco. Um carro capotou na curva do distrito do Riacho Pequeno, sentido Belém – Cabrobó.

Informações dão conta que o veículo vinha da cidade de Paulo Afonso/BA, o carro era ocupado por dois homens e duas mulheres, de idades e identidades não reveladas, o motorista veio a óbito no local, e aguarda a chegada do IC para a remoção do corpo. Os outros 3 ocupantes feridos, foram levados para o hospital de Belém do São Francisco, o estado de saúde das vítimas não foi informado.


Compartilhe:

Paulo Câmara diz que Hospital Geral do Sertão de Serra Talhada é prioridade



O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), declarou nessa terça-feira (15), durante uma entrevista a TV Asa Branca, que a construção do Hospital Geral do Sertão, em Serra Talhada, é prioridade em 2019 para que as pessoas não tenham que se dirigir a centros médicos do Agreste e da Capital, Recife, em busca de atendimento.

“A gente também está priorizando a construção de outras unidades, como o Hospital Regional em Serra Talhada, no Sertão, justamente para que as pessoas do Sertão não precisem vir para as unidades do Agreste daqui de Caruaru e até da região Metropolitana”, disse o governador.

ESTRUTURA

A estrutura física do Hospital Governador Eduardo Campos contará com 05 (cinco) salas de cirurgia, 60 (sessenta) leitos de internamento e 10 (dez) leitos de UTI, com possibilidade de expansão para um total de 140 leitos de internamento e 20 (vinte) leitos de UTI.

O Hospital disponibilizará atendimento ambulatorial nas especialidades de traumato-ortopedia, clínicas geral, cardiológica e neurológica, além de cirurgia geral e vai complementar a rede de saúde da III Macrorregião, que possui 35 municípios e atende uma população de 842.153 habitantes.
Compartilhe:

Bolsonaro assina decreto que facilita posse de armas



O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta terça-feira (15), em cerimônia no Palácio do Planalto, um decreto que facilita a posse de armas.

O texto permite que o cidadão compre até quatro armas de fogo. Em casos específicos, o limite pode ser ultrapassado. A validade do registro passa dos atuais 5 anos para 10 anos.

O direito à posse é a autorização para manter uma arma de fogo em casa ou no local de trabalho, desde que o dono da arma seja o responsável legal pelo estabelecimento. Para andar com a arma na rua, é preciso ter direito ao porte, que exige regras mais rigorosas e não foi tratado no decreto.

O texto assinado por Bolsonaro modifica um decreto de 2004, que regulamenta o Estatuto do Desarmamento. O Estatuto dispõe sobre regras para posse e porte de arma no país.

"Como o povo soberanamente decidiu por ocasião do referendo de 2005, para lhes garantir esse legítimo direito à defesa, eu, como presidente, vou usar essa arma", disse Bolsonaro, ao mostrar uma caneta e assinar o decreto.

No discurso, o presidente afirmou que o decreto restabelece um direito definido no referendo. Na época, a maioria da população rejeitou trecho do Estatuto do Desarmamento que tornava mais restrita a posse de armas.

"Infelizmente o governo, à época, buscou maneiras em decretos e portarias para negar esse direito", disse Bolsonaro.

"O povo decidiu por comprar armas e munições e nós não podemos negar o que o povo quis nesse momento", completou.

Bolsonaro criticou a maneira como a lei exigia comprovação "da efetiva necessidade" de ter uma arma em casa. Segundo ele, essa regra "beirava a subjetividade".

O novo texto mantém a exigência, mas estabelece as situações concretas em que se verificam a "efetiva necessidade". Além disso, o Estado, ao analisar a solicitação, vai presumir que os dados fornecidos pelo cidadão para comprovar a "efetiva necessidade" são verdadeiros.

O que o diz o decreto

Pelas novas regras, terão "efetiva necessidade" de possuir arma em casa as pessoas que se encaixarem nos seguintes critérios:

Ser agente público (ativo ou inativo) de categorias como: agentes de segurança, funcionário da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), agentes penintenciários, funcionários do sistema socioeducativo e trabalhadores de polícia administrativa;

Ser militar (ativo ou inativo)

Residir em área rural;

Residir em estados com índices anuais de mais de dez homicídios por cem mil habitantes, segundo dados de 2016 apresentados no Atlas da Violência 2018. (Todos os estados e o Distrito Federal se encaixam nesse critério).

Ser dono ou responsável legal de estabelecimentos comerciais ou industriais; e

Ser colecionador, atirador e caçador, devidamente registrados no Comando do Exército.
Além disso, as pessoas que quiserem ter a arma em casa precisarão obedecer a seguinte exigência:

Comprovar existência de cofre ou local seguro para armazenamento, em casas que morem crianças, adolescentes ou pessoa com deficiência mental;

Não terá direito à posse a pessoa que:

tiver vínculo comprovado com organizações criminosas;

mentir na declaração de efetiva necessidade;

Regras que estão mantidas

O novo decreto mantém inalteradas exigências que já vigoravam sobre posse de armas, como:

Obrigatoriedade de cursos para manejar a arma;

Ter ao menos 25 anos;

Ter ocupação lícita;

Não estar respondendo a inquérito policial ou processo criminal;

Não ter antecedentes criminais nas justiças Federal, Estadual (incluindo juizados), Militar e Eleitoral;

Trâmite

O pedido para ter a arma em casa continuará sendo feito para a Polícia Federal, que será responsável por autorizar ou não.

Na cerimônia, Bolsonaro afirmou que, mediante convênios, a PF pode fazer parceria com políciais locais para analisar os pedidos de posse de armas.

Histórico


O decreto foi a principal medida adotada por Bolsonaro desde a posse como presidente da República. Até então, o governo havia anunciado revisões em contratos, liberações de recursos e exonerações e nomeações de funcionários.

Considerado uma promessa de campanha do presidente, o decreto estava em discussão desde os primeiros dias do governo. O texto passou pelo Ministério da Justiça, comandado por Sérgio Moro.

Em dezembro, antes de assumir a Presidência, Bolsonaro escreveu em uma rede social que pretendia garantir por meio de decreto a posse de armas de fogo a cidadãos sem antecedentes criminais.

O presidente é crítico do Estatuto do Desarmamento, que, segundo ele, impõe regras muito rígidas para a posse de arma. Durante sua carreira política, Bolsonaro defendeu reformular a legislação a fim de facilitar o uso de armas pelos cidadãos.

A flexibilização, contudo, é um tema que divide a população. Segundo pesquisa do Instituto Datafolha divulgada em 31 de dezembro, 61% dos entrevistados consideram que a posse de armas de fogo deve ser proibida por representar ameaça à vida de outras pessoas.


Veja a íntegra do decreto:


DECRETO Nº , DE DE DE 2019


Altera o Decreto nº 5.123, de 1º de julho de 2004, que regulamenta a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas - SINARM e define crimes.


O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto na Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003,


DECRETA:


Art. 1º O Decreto nº 5.123, de 1º de julho de 2004, passa a vigorar com as seguintes alterações:
“Art. 12. ......................................................................................................
.....................................................................................................................


VIII - na hipótese de residência habitada também por criança, adolescente ou pessoa com deficiência mental, apresentar declaração de que a sua residência possui cofre ou local seguro com tranca para armazenamento.


§ 1º Presume-se a veracidade dos fatos e das circunstâncias afirmadas na declaração de efetiva necessidade a que se refere o inciso I do caput, a qual será examinada pela Polícia Federal nos termos deste artigo.
.....................................................................................................................
§ 7º Para a aquisição de armas de fogo de uso permitido, considera-se presente a efetiva necessidade nas seguintes hipóteses:


I - agentes públicos, inclusive os inativos:


a) da área de segurança pública;
b) integrantes das carreiras da Agência Brasileira de Inteligência;
c) da administração penitenciária;
d) do sistema socioeducativo, desde que lotados nas unidades de internação a que se refere o inciso VI do caput do art. 112 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990; e
e) envolvidos no exercício de atividades de poder de polícia administrativa ou de correição em caráter permanente;


II - militares ativos e inativos;
III - residentes em área rural;
IV - residentes em áreas urbanas com elevados índices de violência, assim consideradas aquelas localizadas em unidades federativas com índices anuais de mais de dez homicídios por cem mil habitantes, no ano de 2016, conforme os dados do Atlas da Violência 2018, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública;
V - titulares ou responsáveis legais de estabelecimentos comerciais ou industriais; e
VI - colecionadores, atiradores e caçadores, devidamente registrados no Comando do Exército.


§ 8º O disposto no § 7º se aplica para a aquisição de até quatro armas de fogo de uso permitido e não exclui a caracterização da efetiva necessidade se presentes outros fatos e circunstâncias que a justifiquem, inclusive para a aquisição de armas de fogo de uso permitido em quantidade superior a esse limite, conforme legislação vigente.


§ 9º Constituem razões para o indeferimento do pedido ou para o cancelamento do registro:
I - a ausência dos requisitos a que se referem os incisos I a VII do caput; e
II - quando houver comprovação de que o requerente:
a) prestou a declaração de efetiva necessidade com afirmações falsas;
b) mantém vínculo com grupos criminosos; e
c) age como pessoa interposta de quem não preenche os requisitos a que se referem os incisos I a VII do caput.
§ 10. A inobservância do disposto no inciso VIII do caput sujeitará o interessado à pena prevista no art. 13 da Lei nº 10.826, de 2003.” (NR)


“Art. 15. ......................................................................................................
Parágrafo único. Os dados de que tratam o inciso I e a alínea “b” do inciso II do caput serão substituídos pelo número de matrícula funcional, na hipótese em que o cadastro no SIGMA ou no SINARM estiver relacionado com armas de fogo pertencentes a integrantes da Agência Brasileira de Inteligência.” (NR)


“Art. 16. ......................................................................................................
.....................................................................................................................
§ 2º Os requisitos de que tratam os incisos IV, V, VI e VII do caput do art. 12 deverão ser comprovados, periodicamente, a cada dez anos, junto à Polícia Federal, para fins de renovação do Certificado de Registro.
...........................................................................................................” (NR)
“Art. 18. ......................................................................................................
.....................................................................................................................


§ 3º Os requisitos de que tratam os incisos IV, V, VI e VII do caput do art. 12 deverão ser comprovados, periodicamente, a cada dez anos, junto ao Comando do Exército, para fins de renovação do Certificado de Registro.


§ 5º Os dados de que tratam o inciso I e a alínea “b” do inciso II do § 2º serão substituídos pelo número de matrícula funcional, na hipótese em que o cadastro no SIGMA ou no SINARM estiver relacionado com armas de fogo pertencentes a integrantes da Agência Brasileira de Inteligência.” (NR)
“Art. 30. ......................................................................................................
.......................................................................................................................


§ 4o As entidades de tiro desportivo e as empresas de instrução de tiro poderão fornecer a seus associados e clientes, desde que obtida autorização específica e obedecidas as condições e requisitos estabelecidos em ato do Comando do Exército, munição recarregada para uso exclusivo nas dependências da instituição em provas, cursos e treinamento.” (NR)


“Art. 67-C. Quaisquer cadastros constantes do SIGMA ou do SINARM, na hipótese em que estiverem relacionados com integrantes da Agência Brasileira de Inteligência, deverão possuir exclusivamente o número de matrícula funcional como dado de qualificação pessoal, incluídos os relativos à aquisição e à venda de armamento e à comunicação de extravio, furto ou roubo de arma de fogo ou seus documentos.” (NR)


Art. 2º Os Certificados de Registro de Arma de Fogo expedidos antes da data de publicação deste Decreto ficam automaticamente renovados pelo prazo a que se refere o § 2º do art. 16 do Decreto nº 5.123, de 2004.


Art. 3º Para fins do disposto no inciso V do caput do art. 6º da Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, consideram-se agentes operacionais da Agência Brasileira de Inteligência os servidores e os empregados públicos vinculados àquela Agência.


Art. 4º Fica revogado o § 2º-A do art. 16 do Decreto nº 5.123, de 2004.


Art. 5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.


Brasília, de de 2019; 198º da Independência e 131º da República. (G1)
Compartilhe:

Globo usa Chaves para criticar Jair Bolsonaro


Globo usa Chaves para criticar Jair Bolsonaro

A Rede Globo lançou mão de um dos programas mais icônicos da TV mundial, mas que não pertence a ela, para criticar o presidente recém-empossado, Jair Bolsonaro. O programa escolhido foi o seriado Chaves, que foi satirizado dentro do humorístico Tá no Ar

O programa de humor retornou para sua última temporada nesta terça, 15, e chamou a atenção por conta de utilizar uma sátira ao Chaves, com direito à construção da vila mais famosa da TV mundial. Mas isso, praticamente todo mundo sabia.

O que ninguém sabia, no entanto, é que o programa que tem redação final de Marcelo Adnet e Marcius Melhem iria além e utilizaria a esquete para fazer uma contundente crítica a Jair Bolsonaro. Com muito bom humor, a esquete levou a internet à loucura por causa das referências e também da coragem

Ao longo do quadro, o público pôde ver personagens de Chaves na vila até que chegou “o militar”, o novo dono do lugar. O militar acabou prendendo todos os personagens os acusando de “vagabundagem”. Com trejeitos de Jair Bolsonaro, o personagem que foi interpretado por Marcelo Adnet, claramente fazia referência ao político do PSL.


Com frases de efeito, como “vermelho”, “ditadura gayzista”, “vagabundo”, a esquete encheu os olhos do telespectador e, sem nenhum sutileza, apresentou uma crítica incisiva ao atual presidente.
Vale lembrar que, em temporadas anteriores, o humorístico também fez sátiras políticas e não houve apenas modelos críticos a um único espectro político. Ainda assim, a expectativa do público na internet é de que o programa poderia sofrer uma série de críticas dos defensores do programa Jair Bolsonaro.

Via sertaniavip.blogspot.com
Compartilhe:

Recife: Homem morre afogado ao entrar no mar para salvar filho e sobrinho


Recife: Homem morre afogado ao entrar no mar para salvar filho e sobrinho

Criança e adolescente estavam nas águas da Ilha do Amor, em Barra de Jangada, quando se afogaram. Equipes do Corpo de Bombeiros conseguiram resgatar a criança com vida e localizaram o corpo do pai. Agora, as buscas continuam pelo filho da vítima

Uma brincadeira de primos no mar terminou em tragédia, no final da manhã desta quarta-feira (16), na Ilha do Amor, em Barra de Jangada, Jaboatão dos Guararapes. Enquanto curtiam a praia, Jael Vilanova Júnior, de 14 anos, e o primo Marcos Antônio se afogaram. Ao notar o que acontecia, Jael Vilanova, de 42 anos, não hesitou e entrou na água para salvá-los. No entanto, o homem também desapareceu. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu resgatar Marcos Antônio com vida. Após mais de duas horas de busca com auxílio de jet ski e até mesmo helicóptero, o corpo de Jael Vilanova foi encontrado. As buscas seguem por Jael Júnior.

De acordo com o capitão Magno, do Corpo de Bombeiros, o Grupamento de Bombeiros Marítimos foi acionado por volta de 10h30, assim como o Grupamento Tático de Mergulho e o Grupamento Tático Aéreo. “Vamos continuar enquanto tiver iluminação boa. Não podemos fazer mergulho aqui por conta do risco, mas as buscas continuam”, adiantou o militar.

A Ilha do Amor é conhecida pelas fortes correntes de retorno oriundas do encontro do mar com rio, além de ser um conhecido ponto de aparecimento de tubarões. O corpo de Jael Vilanova foi encontrado numa área com sete metros de profundidade.

O menino resgatado recebeu os primeiros atendimentos médicos das equipes dos bombeiros e não necessitou ser encaminhada para o hospital. Uma ambulância está no local para prestar atendimento a um parente dos banhistas, que passou mal.

Materia do site op9

Trata-se de familiares do Pastor Arlen Sirqueira que em breve está a frente da Igreja Batista Missionária de Cabrobó, um dos garotos é sobrinho do Pastor. O mesmo pede aos irmãos que estejam em oração por sua família nesse momento.

Compartilhe:

Jovem de 22 anos cai de ponte em Afogados da Ingazeira



Foto: reprodução redes sociais
Jovem de 22 anos cai de ponte em Afogados da Ingazeira

Na tarde desta quarta-feira (16) um jovem de identidade ainda não revelada caiu da ponte do bairro Padre Pedro Pereira, em Afogados da Ingazeira.

Segundo informações, o jovem de iniciais C. M. C. L., 22 anos, caiu da ponte e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e em seguida levado ao Hospital regional Emília Câmara.

Breve mais informações.
Compartilhe:

Garota de 20 anos é morta a facadas por irmã de 16 no Subúrbio Ferroviário de Salvador


Garota de 20 anos é morta a facadas por irmã de 16 no Subúrbio Ferroviário de Salvador

Um caso que aconteceu na noite desta terça-feira (15) deixou atônitos os moradores do bairro de Periperi, mais especificamente na localidade do Rio Paraguari, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Isso porque uma garota de 16 anos matou a irmã, de 20, a facadas durante uma briga.

O fato aconteceu após as a adolescente, 16 anos, e Caroline dos Santos Reis, 20 anos, se desentenderem dentro de casa, onde moravam apenas as duas o filho da vítima, de apenas oito meses. De acordo com a polícia, Caroline queria dormir com o filho no quarto, enquanto a garota queria ficar na sala assistindo TV. 

Houve um atrito por causa disso e as irmãs foram às vias de fato. Um vizinho chegou a apartar e tomar a faca que a adolescente portava. Mas logo depois as irmãs voltaram a se agredir e, então, a garota desferiu golpes de faca no tórax da vítima, que foi levada ao Hospital do Subúrbio, mas não resistiu aos ferimentos.

Via www.bnews.com.br
Compartilhe:

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Vídeo mostra momento em que homem atropela esposa e filhos por ciúmes


Exclusivo: vídeo mostra momento em que homem atropela esposa e filhos por ciúmes

Um homem atropelou a mulher e os dois filhos, no bairro do Uruguai, em Salvador, na madrugada desta quarta-feira (16). Segundo o Boletim de Ocorrência obtido pelo BNews, Luciano Menezes Matos, de 34 anos, foi preso em flagrante por policiais da 17ª CIPM, após ter atropelado Daiane Dias, 32, o filho de 11 anos e a filha de oito anos, na Rua Francisco de Souza, no Largo de Roma. 

Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o homem comete o crime.

O menino teve ferimentos leves. Já Daiane e a filha de oito anos tiveram ferimentos na perna. Ambas estão internadas no Hospital Geral do Estado (HGE). A menina teve a perna esquerda esmagada e está em estado grave.

Após o crime, Luciano foi contido por populares e preso em flagrante. Luciano contou que já estava em processo de separação com Daiane.


Via www.bnews.com.br
Compartilhe:

Jovem de 22 anos morre tentando proteger a mãe em assalto


Jovem de 22 anos morre tentando proteger a mãe em assalto

O jovem Matheus dos Santos Lessa, de 22 anos, foi assassinado nesta terça-feira (15) na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, durante tentativa de assalto em um estabelecimento comercial. Segundo a Polícia Militar (PM), ele foi baleado quando os assaltantes fizeram disparos com suas armas e o jovem tentou proteger sua mãe.

O caso aconteceu na rua Francisco Furtado, no bairro de Guaratiba. De acordo com a PM, os criminosos fugiram depois de efetuar os disparos.

Equipes da Delegacia de Homicídios (DH) da Capital investigam o caso. Os técnicos fazem diligências em busca de testemunhas e imagens que possam ajudar na elucidação do caso.

Via www.bnews.com.br
Compartilhe:

Adquira sua arma legalizada


Adquira sua arma legalizada

Fábio Carvalho está disponível para todos os interessados que queiram tirar dúvidas gerais ou mesmo providenciar a documentação necessária, tanto para CR de Atirador no Exército como para registros de armas na Polícia Federal.

– Desembaraço no procedimento de filiação ao clube de tiro;
– Agendamento de testes psicotécnicos para aquisição e porte de arma de fogo;
– Agendamento de testes de tiros para os calibres desejados;
– Execução de todo o procedimento de aquisição ou transferência e registro de arma de fogo na Polícia Federal e Exército Brasileiro – para atirador, cobrindo todas as etapas;
– Execução de todos os procedimentos para atiradores, como guias de tráfego, aquisição de insumos e munições, aquisição de equipamentos de recarga e armas, etc.

Consulte e negocie as taxas diretamente com Fábio Carvalho no telefone (87) 9.9613-2141.

IS POLÍCIA FEDERAL E EXÉRCITO

TEL: (31) 3586-7858

Serviço do Despachante – ARMAS

POLÍCIA FEDERAL
– Aquisição e Registro: Processo de pleitear a posse de uma arma de fogo
– Renovação: Processo que deve ocorrer de três em três anos, pelos cidadãos que já possuem registro federal de arma de fogo;
– Porte de Arma: Pode ser pleiteado por qualquer cidadão que já possua arma de fogo registrada junto à Polícia Federal.
– Transferência: Processo que consiste em pleitear a transferência titularidade da posse de uma arma de fogo;
– Guia de Trânsito: É emitida pela Polícia Federal para que o cidadão retire arma da loja após emissão do registro ou em casos de mudança de endereço.
– Baixa de armas: Deve ocorrer quando o cidadão tiver sua arma de fogo, furtada ou extraviada;
– Devolução de armas de fogo;
– Emissão 2ª via registro: em caso de roubo ou extravio;
– Transferência de registro polícia federal para o exército brasileiro;
– Transferência de registro exército brasileiro para polícia federal;
– Teste psicológico;
– Teste de tiro;
– Cursos;

EXÉRCITO
– CR: certificado de registro, junto ao exército que dá direito ao requerente à praticar o esporte, na categoria caçador ou atirador. Os casos de cr para colecionadores são mais específicos e devem ter local apropriado para coleção, estando o acervo proibido de ser transportado, exceto com autorização prévia;
– CR para praticantes de Airsoft;
– Renovação de CR: deve ocorrer de 02 em 02 anos;
– Cancelamento de CR: processo obrigatório de cancelamento de CR, caso o requerente não tenha mais a intenção em praticar o esporte ou manter a coleção. Sendo imprescindível mudança do acervo para pessoa apta a possuir;
– Autorização de compra: processo para compra de arma de fogo, que somente ocorre após emissão do CR, calibre permitido e calibre restrito, após 01 (um) ano de CR;
– Transferência de arma: processo de troca de titularidade de arma de fogo;
– Transferência de registro polícia federal para o exército brasileiro;
– Transferência de registro exército brasileiro para polícia federal;
– Autorização de compra de máquina de recarga;
– Inclusão de apostilamento:
– Exclusão de apostilamento:
– Craf: registro
– Guia de tráfego: documento expedido pelo órgão, com a finalidade de permitir o portador a transportar o armamento para o clube de tiro, provas ou campeonatos. (lembrando que a arma deve ser transportada desmuniciada e separada do compartimento da munição);
– Mapa de armas: requerimento de controle de acervo;
– Pedidos de vistorias: obrigatórios para renovação de CR ou mudança de endereço;
– Certificado internacional de importação (CII);
– Desembaraço alfandegário;
– Teste psicológico;
– Teste de tiro;
– Filiação à clube de tiro, federações e confederações:
– Cursos;

Compartilhe:

BLCONSTRUÇOES

BLCONSTRUÇOES
SÃO JOÃO DOS LEITES, FLORES-PE

AUGUSTO CÉSAR: DEPUTADO ESTADUAL-PE

AUGUSTO CÉSAR: DEPUTADO ESTADUAL-PE
AUGUSTO CÉSAR: DEPUTADO ESTADUAL-PE DO LITORAL AO SERTÃO PERNAMBUCO FONTE

PREMOCIL

PREMOCIL
Construindo sonhos

Nildo da Sprinter - Flores - PE

Nildo da Sprinter - Flores - PE
TEL: (87) 99933-8989 (87)981225014

SERTAMOL HONDA SERRA TALHADA-PE

SERTAMOL HONDA SERRA TALHADA-PE
SERTAMOL HONDA Matriz Av. João Gomes de Lucena, 4743, São Cristóvão - Serra Talhada - PE (87) 3831-2380/2226. Filial Sertamol Honda Rod. PE 320, Nº 1594 Carnaíba - PE Fone: 9957-0051/9957-0068 ...

CICLO BIKE MOTO PEÇAS

CICLO BIKE MOTO PEÇAS
TUDO PARA SUA BICICLETA E PEÇAS PARA MOTO. SERVIÇOS GERAIS DE BICICLETA E MOTOS, RUA 13 DE MAIO, Nº 110 / CENTRO / SERRA TALHADA - PE

FARMÁCIA PRONTO SOCORRO FLORES-PE

FARMÁCIA PRONTO SOCORRO 100 ANOS ZELANDO POR SUA SAÚDE.MEDICAMENTOS HUMANOS E VETERINÁRIOS. TRAV. MANUEL QUIDUTE SOBRINHO - Nº18 FLORES-PE . ORG = GUILHERME ANDRADA.

MOVELAR

CURTA NOSSA PÁGINA

ABLOGPE


Arquivo do Blog