Blog Benjamin Leite

Carteiro roubava encomendas em João Pessoa ao invés de entregar



Carteiro roubava encomendas em João Pessoa ao invés de entregar

A Polícia Federal na Paraíba emitiu um comunicado à imprensa nesta segunda-feira (15) informando que policiais federais prenderam, em flagrante delito, na última quinta-feira (11), um carteiro dos Correios que realizava desvio de encomendas do Centro de Distribuição dos Correios em Mangabeira, em João Pessoa.

No momento da abordagem, foram encontradas encomendas que haviam sido retiradas do Centro de Distribuição. O carteiro confessou o crime.

A Polícia também se dirigiu à casa do funcionário, com a suspeita de outros objetos também subtraídos estariam escondidos. Ao chegar ao local, os policiais encontraram mais itens.

O homem foi encaminhado à sede da Superintendência da Polícia Federal na Paraíba, tendo sido formalizado Auto de Prisão em Flagrante Delito, pelo crime de peculato, quando um empregado público, servidor público ou equiparados, apropriam-se de bens pertencentes ao ente público com quem possuem relação laboral.

Confira o comunicado emitido pela Polícia:

João Pessoa/PB – A Polícia Federal na Paraíba prendeu em flagrante delito, nesta quinta-feira, 11/03/2021, um carteiro que estava realizando desvio de encomendas do Centro de Distribuição dos Correios em Mangabeira, João Pessoa/PB.

No momento da abordagem do investigado, foram encontradas algumas encomendas que haviam sido subtraídas do Centro de Distribuição, tendo aquele confessado o crime.

Diante da suspeita de que objetos anteriormente subtraídos poderiam estar na casa do funcionário dos Correios, foram realizadas buscas em sua residência, onde também encontraram-se outras encomendas desviadas, além de uma grande quantidade de cartas.

A ação contou com o apoio da Coordenação de Segurança dos Correios, órgão da Superintendência dos Correios na Paraíba.

O funcionário foi encaminhado à sede da Superintendência da Polícia Federal na Paraíba, tendo sido formalizado Auto de Prisão em Flagrante Delito, pelo crime de peculato (quando empregado público, servidor público ou equiparados, apropriam-se de bens pertencentes ao ente público com quem possuem relação laboral).

Polêmica Paraíba - Publicado por: Bruno Marinho

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

premocil

SERTAMOL HONDA SERRA TALAHADA-PE