Blog Benjamin Leite

Mulher que traiu personal com morador de rua diz que 'enxergou Deus nele' antes de ter relações


Mulher que traiu personal com morador de rua diz que 'enxergou Deus nele' antes de ter relações

Em um depoimento dado a polícia civil nesta quarta-feira (16), Sandra Mara Fernandes, de 33 anos, a comerciante que foi flagrada pelo marido com um homem em situação de rua, declarou que no momento que encontrou o sem-teto teria avistado a "imagem de Deus".

Em alguns registros feitos por sua então sogra, Sandra aparece entregando uma bíblia ao mesmo homem, que em seguida se ajoelha aos seus pés.



A esposa do personal participava, ao lado da sogra, de uma ação de caridade promovida pela igreja evangélica que elas frequentam.


A Polícia Civil investiga o caso sob sigilo, por se tratar de um tema sensível pois ainda não se sabe se de fato aconteceu uma traição ou mesmo um estupro. Por conta disso, o casal também deletou seus perfis nas redes sociais, o que aumentou ainda mais o mistério.

Entenda o caso do personal que agrediu morador de rua após traição


Na última segunda-feira (14/3), um vídeo divulgado pela coluna Na Mira, do Metrópoles (veja abaixo), chocou o universo virtual. Um homem agrediu um morador de rua após vê-lo dentro de um carro tendo relações sexuais com a esposa dele.

O caso rapidamente viralizou nas redes sociais e a coluna LeoDias resolveu trazer um resumo sobre tudo o que se sabe até o momento.

Na madrugada de quinta-feira (10/3), o personal trainer Eduardo Alves, de 31 anos, procurava a esposa pelas ruas de Planaltina, região administrativa do Distrito Federal.

Segundo o homem, a esposa do personal havia saído horas antes para ajudar pessoas em situação de rua, em uma ação da igreja evangélica que frequentava.

Sem ter notícias dela, o homem iniciou uma busca e a encontrou tendo relações sexuais com o estranho dentro do veículo.

O personal atacou o homem dentro do carro e, posteriormente, os envolvidos foram encaminhados à 16ª Delegacia de Polícia do DF.

Por meio de nota oficial, Eduardo Alves afirmou que o agrediu pois achava que a esposa estava sendo estuprada.

A mulher afirmou que a relação foi consensual, mas Eduardo disse que ela estava tendo um “surto psicótico” e, por isso, não teria capacidade de consentir uma relação sexual.



Áudios do depoimento

Em áudios do depoimento da mulher, obtido pela coluna Na Mira, a mulher que, em um primeiro momento, o morador de rua teria pedido doações e, ainda, para ser curado. “Me deu vontade de dar um abraço nele”, disse.

Em seguida, o homem teria pedido para fazer carinho nos pés dela. “Eu senti uma coisa tão boa”, afirmou.

Ao longo do relato, a mulher explica que começou a ter visões de que estaria na presença de Deus. Já em outros momentos, de que o morador de rua seria Eduardo, seu companheiro. “Às vezes, eu o enxergava como Deus, às vezes como Eduardo”, afirma.

A esposa do personal chega a citar o pastor Tiago Brunet, conhecido como “mentor dos famosos”, que disse para ela não deixar outras pessoas plantarem dúvida nela.

“Aí apareceu uma mensagem do Tiago Brunet que falava que a minha sogra estava atrapalhando, porque minha sogra estava preocupada (…) Aí ele apareceu, um morador de rua, com uma bolsa clara. Eu encontrei ele na porta de um comércio, de uma conveniência, e ele ia acender um cigarro. Aí eu tirei o cigarro da mão dele, falando que ele já estava curado. Levei ele para conversar em um banco”, relatou a mulher nos áudios.

Blog: O Povo com a Notícia

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

premocil

SERTAMOL HONDA SERRA TALAHADA-PE