Blog Benjamin Leite

Caso Flordelis: Filho responsabiliza a ex-deputada




Caso Flordelis: Filho responsabiliza a ex-deputada

O pastor Carlos Ubiraci, um dos filhos da ex-deputada Flordelis dos Santos de Souza, prestou depoimento no início da madrugada desta quarta-feira (13) e negou qualquer relação com homicídio do pastor Anderson do Carmo. 

Durante o interrogatório, que durou cerca de uma hora, Ubiraci, pela primeira vez, responsabilizou a mãe pelo assassinato, afirmando que "acredita, sim" que ela teve participação direta no crime. Apontada como mandante da execução a tiros do marido, Flordelis será julgada no dia 9 de maio, ao lado de duas filhas e uma neta. 

Esta foi a primeira vez que Carlos apontou ligação da ex-deputada com o crime, ressaltando que o fato de a mãe ter sido presa após perder o mandato foi determinante para a nova postura: “Eu tinha receio pelo fato de ela estar solta. Temia pela minha família”.

Diferente dos irmãos, ele nunca havia culpado a mãe pela morte de Anderson. Em um de seus depoimentos, ele afirmou à polícia não acreditar no envolvimento da pastora com o crime e disse que, mesmo se houvesse, ele "não viraria as costas nem deixaria de estar do lado dela, pois é sua mãe e ela o ajudou muito".

Diante dos jurados, Carlos ainda fez declarações sobre o relacionamento de Flordelis e Anderson. "É como se ela fosse uma estrela, mas ele é que fez brilhar", resumiu.

O crime ocorreu em junho de 2019, meses após Flordelis ter sido eleita como a mulher mais votada do estado do Rio para o cargo de deputada federal. Em agosto de 2021, a pastora teve o mandato cassado e foi presa. “O Anderson dizia que ela seria senadora e até presidente do Brasil”, lembrou Carlos ao depor.

Carlos é réu por homicídio triplamente qualificado e por tentativa de homicídio duplamente qualificada, por conta de episódios em que membros da família teriam envenenado a comida de Anderson. O Ministério Público do Rio de Janeiro solicitou à Justiça que Carlos não fosse levado a júri popular por não haver provas suficientes sobre sua participação nos crimes, mas o pedido foi negado. Carlos, que foi o primeiro réu interrogado na sessão, que ainda ouvirá mais 16 testemunhas.

Via opovocomanoticia.blogspot.com

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

premocil

SERTAMOL HONDA SERRA TALAHADA-PE