Blog Benjamin Leite

“Me apaixonei na cadeia e não guardei rancor”, diz Lula sobre Sérgio Moro





“Me apaixonei na cadeia e não guardei rancor”, diz Lula sobre Sérgio Moro

O ex-presidente Lula (PT) disse que a paixão pela atual esposa, Jajnja, iniciada quando ele ainda cumpriu pena na Polícia Federal (PF) o ajudou a superar a raiva pelo ex-juiz Sérgio Moro (UB), diante da atuação na operação Lava Jato.

"Tive sorte de me apaixonar na cadeia, escrevi cartas de amor para Janja e fui deixando o ódio sair. Meu coração foi ficando leve e no lugar do ódio e vingança eu só pensei em coisas boas. Agora sou amor. E quero transformar o Brasil", contou em entrevista à rádio Metrópole, na manhã desta sexta-feira (01).

O petista ainda criticou a atuação de Sérgio Moro durante a Operação Lava Jato e chamou o ex-juiz de ‘Santo de Barro’. "Eu poderia sair do Brasil. Tive convite para ir para a Embaixada. Mas não quis. Quis desmascarar a quadrilha de procuradores. Orientado, não sei se pelo departamento de Justiça dos Estados Unidos, ou de algum lugar. Mas tinha uma orientação. Eu quis desmascarar Sérgio Moro. O santo de barro que a imprensa ajudou a criar”, afirmou.

Lula ainda ressaltou que saiu muito mais forte da Lava Jato do que entrou. “A Lava Jato causou desemprego e deixamos de arrecadar 58 bilhões de impostos para saúde e educação com a Lava Jato. Todos foram desmascarados e então eu digo que saí da Polícia Federal muito maior do que entrei. Estou cheio de saúde e cheio de vontade de consertar esse país. Estou leve, solto, apaixonado pela Janja e pelo Brasil”, disse.

Via opovocomanoticia.blogspot.com

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

premocil

SERTAMOL HONDA SERRA TALAHADA-PE